segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

O Radioamadorismo é um dos passatempos mais fascinantes.


Muito antes de se falar em internet, e satélites os Radioamadores já formavam uma rede de amigos e solidariedade em todo o mundo.
Através do Radioamadorismo, desenvolvemos diversos conhecimentos gerais, como:
Geografia – ao manter contato com diversos locais do Brasil e do mundo, o Radioamador estará adquirindo conhecimentos de geografia, ao consultar os locais em mapas e Atlas.
Eletrônica – o Radioamador é um experimentador movido pela curiosidade. Logo surgirá o interesse pela eletrônica para montar seus próprios equipamentos e acessórios.
Física e matemática – para a construção de antenas, torres, etc.
Línguas – o Radioamador poderá praticar a conversação de outras línguas, com pessoas de todo o mundo.
Cultura geral – muitos assuntos e curiosidades sobre os mais diversos assuntos.
Rádio emergência – No Brasil o radioamadorismo caiu em descrédito. Vários fatores contribuíram neste sentido como o aparecimento de satélites, internet, celulares, o rádio PX  que também é rádio comunicação (muito utilizado pelos caminhoneiros e pescadores) porém o ingresso a esta modalidade é feito apenas através do pagamento de uma taxa sem a necessidade de provas e seu uso não tem características do uso e preservação dos padrões ético, operacional e/ou técnico, entre outros vários fatores.
Hoje o Brasil e mais especificamente Santa Catarina, tanto a sociedade como a defesa civil (em função de eventos como, por exemplo, furacão Catarina e enchentes), redescobriram o radioamadorismo e sua teia como excelente canal de comunicações, principalmente quando em situações de emergência.
Países como o Japão, USA, Canadá, França, Alemanha apóiam os radioamadores, sendo considerado serviço de grande relevância pelos governos, fornecendo desde treinamentos, isenções de taxas para aquisição de equipamentos, cursos e preparação até convênios com os órgãos governamentais para o fomento das redes e o bom fluxo das informações de forma fácil e abrangente em níveis locais, estaduais, nacionais e internacionais e principalmente em situações adversas.
Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) é o órgão regulamentador e fiscalizador.  O uso de equipamento de radiocomunicação sem a devida licença expedida pela Anatel, infringe leis e pode ser punido com pesadas multas e processo federal.
Uma estação básica de radioamadorismo compõem-se de:
1- O rádio
2-Uma fonte de alimentação de 13,8V com
corrente superior ao máximo consumo do seu rádio.
3-Uma antena específica para a faixa de operação de seu rádio.
Recentes correntes têm tentado provar que o inventor do rádio foi um brasileiro.                                         O gaúcho padre Roberto Landell de Moura.
Sempre que se comunicar transmita a Paz.
Antonio Alberto Goetze Neto – PP5GN